Prof.a Paula Ariane conclui seu mestrado em Design

A professora Paula Ariane, de Artes e STEAM (Science, Technology, Engeneering, Arts and Math), finalizou recentemente seu mestrado pela Universidade Anhembi Morumbi.

paula_ariane1

O tema estudado foram as interfaces da arte, do design, da ciência e da educação, que se aplicam no STEAM, movimento que propõe a integração de diferentes áreas, visando a melhoria da educação, no primeiro ano do Ensino Médio do Band.

paula_ariane2

“Tive a honra de ser orientada pela pioneira em arte-educação no Brasil, Ana Mae Barbosa. Me apoiei na Abordagem Triangular – sistematizada por Ana – para me aprofundar neste tema que vem assumindo uma posição de extrema importância no mercado de trabalho. ”, finalizou Paula.

Band vai a sede da Microsoft conhecer inovações tecnológicas

Emerson Pereira, Diretor de Tecnologia Educacional, foi convidado para um encontro educacional na sede da Microsoft (Seattle, EUA).

emerson_microsoft1

Nosso Diretor de TE visitou a Medina School, uma dentre as diversas “Microsoft Showcase Schools” – comunidade global de escolas envolvidas na transformação digital para melhorar os resultados de ensino – nos Estados Unidos. “Foi muito bacana ver que muitas das tecnologias utilizadas lá já são uma realidade para o Band. ”, comentou.

IMG_1368

Lentes de realidade aumentada (HoloLens), agente digital que ajuda na realização de tarefas (Cortana) e vídeo conferência com tradução automática, foram algumas das tecnologias de ponta que os presentes tiveram acesso.

“Foi muito interessante me aprofundar na tecnologia da Microsoft para entender se os caminhos que estamos tomando seguem as tendências. Além disso, é uma experiência muito rica poder utilizar tecnologias em desenvolvimento que quebrarão muitas barreiras ainda existentes para o ensino. ”, finalizou o Diretor.

Prof. Tiago foi palestrante do “Neurobusiness Experience Forum”

O Neurobusiness Experience Forum 2016 (NEF 2016) é um evento internacional que busca reunir inovação, tecnologia e conhecimento. Nesta imersão de tecnologias e estratégias sobre o cérebro, mente e o comportamento humano, o professor de Biologia, Tiago Eugênio, apresentou um “case” sobre gameficação no painel de neuroinovação.

tiago_2

O tema estuda o impacto de novas tecnologias e conceitos no mundo corporativo, educacional, de mercado ou marketing. Além disso, busca impulsionar uso de diferentes tecnologias para estreitar a relação entre uma empresa e seu cliente, por exemplo.

“Apesar de o foco, em um primeiro momento, terem sido os alunos do BandForense, foi um momento oportuno para compartilhar o que fazemos no Band quanto ao uso de diferentes tecnologias para modificar ambientes de aprendizado”, comentou o palestrante.

Ademais, Tiago apresentou diversos outros cases no NEF 2016, ligados sobretudo a grandes empresas, como Nike, Nissan e C&A. “É muito bacana ver que o mercado se interessa com o que ocorre dentro das instituições de ensino, uma vez que os alunos do presente se envolverão com estas organizações futuramente. ”, finalizou.

Prof.a Mariana Lorenzin participa do Encontro Nacional do Ensino de Biologia

No mês de outubro, a professora Mariana Lorenzin participou do ENEBIO (Encontro Nacional do Ensino de Biologia). O Encontro entre pesquisadores e professores de todas as regiões do Brasil tem como objetivo discutir o ensino de Biologia.

mariana_lorenzin

Mariana, com base na Teoria da Atividade, investigou as mudanças nas concepções dos professores do Bandeirantes depois de um ano da implementação do STEAM (Science, Technology, Engeneering, Arts and Math), laboratório multidisciplinar do Colégio. Este projeto faz parte do seu mestrado e recebeu alta aceitação pelos presentes do congresso organizado pela Sociedade Brasileira do Ensino de Biologia.

Em pauta estavam diversas outras palestras que abordavam as tendências do ensino de Biologia, como uso de jogos na educação, questões de alfabetização Científica e ensino com base em investigações.

“Foi muito interessante, pois a sessão que eu apresentei rendeu uma discussão enriquecedora. Todos os presentes queriam entender como funcionava o ensino de Biologia integrado às outras ciências. ”, contou a professora.

Ricardo Aguirre participa de formação no INSEAD, na França

Ricardo Aguirre, Coordenador do Departamento de Marketing, Relações Institucionais e Cultural, foi enviado pelo Colégio para o PGA (Programa de Gestão Avançada), que contou com notáveis etapas de abertura e fechamento em Minas Gerais e uma outra de desenvolvimento na França.

insead

O Programa é uma parceria da Fundação Dom Cabral com a INSEAD Business School, e é dirigida a líderes de altos cargos administrativos. O Cultural é o departamento do Band que cuida, além da programação de atividades culturais para aos alunos, da comunicação, marketing e relações institucionais.

A partir da metodologia denominada de “futuro de excelência empresarial”, os conceitos de produtividade e conectividade, propondo inovações de ampliação do crescimento sustentável, são desenvolvidos com excelência.

O “fechamento” da edição do PGA aconteceu em Minas Gerais e, mais uma vez, contou com diversas palestras educativas, como a do professor da Universidade de Wisconsin, Edward Friedman. “Na minha concepção, o curso cumpre muito bem a função de expandir os horizontes, uma vez que a oportunidade de trocar experiências com renomados executivos e professores da gestão é algo único”, disse o Coordenador.

Professor Alexandre Magno conclui mestrado

O professor Alexandre Magno, de Física, finalizou o mestrado na UFABC, o tema estudado foi o efeito fotoelétrico com LEDs, e partir deste, um experimento de baixo custo para o Ensino Médio foi desenvolvido.

alexandre_magno

Ao contrário do que ocorre com os experimentos tradicionais que utilizam apenas o limiar de acendimento de um LED, o professor mostrou que é possível utilizar o LED também como fotodetector iluminando-o com outros LEDs. Dessa forma, portanto, foi possível explorar com materiais de baixo custo a absorção de luz pela matéria, e não apenas pela emissão. Por fim, Alexandre explorou a aplicação de uma tensão reversa à corrente fotoelétrica. Através dos dados dessa tensão de corte foi possível obter a constante de Planck com um desvio da ordem de 10%.

“Este mestrado teve grande valia nas aplicações do curso de Laboratório de Física com os alunos 3ºano do Ensino Médio, onde tratamos as noções sobre semicondutores do tipo LED. E por isso, será possível desenvolver com os alunos, de maneira prática, os conteúdos da Física moderna presentes nos melhores vestibulares. ”, finalizou Alexandre.

Band marca presença em conferência internacional sobre ensino de Física

No recesso de julho, os professores Renato Pacheco e Franco Ramunno, e a estagiária Gabriela de Paula, participaram da Conferência World Conference on Physics Education,  no Instituto de Física da USP. Apresentaram um trabalho relacionado ao STEAM (Science Technology Engieneering Arts and Math), projeto feito com os primeiros anos do colégio que procura desenvolver habilidades como a autonomia, pensamento crítico, colaboração, comunicação e criatividade, através de atividades práticas nos laboratórios da escola.

inst_fisica

Professores Renato Pacheco, Franco Ramunno e a estagiária Gabriela de Paula

Os docentes apresentaram o trabalho “Mixing colored lights and pigments: RGB vs CMYK – a STEAM approach.”. Trata-se de uma proposta de abordagem em aula para introdução do conceito de ótica e cores que foi feita nas aulas de STEAM no Band.

Além disso, a estagiária do laboratório de Física, Gabriela de Paula, que está realizando Mestrado em Educação na USP, apresentou um projeto que consiste em estudar e melhor compreender a participação feminina no Instituto de Física da Universidade de São Paulo (IFUSP). “Por meio de nossos dados, pudemos perceber o machismo presente no IFUSP e as diferentes percepções que se tem deste, por homens e mulheres. Grande parte das ofensas ressaltadas nas falas dos participantes da pesquisa é fruto de opiniões preconcebidas e distorcidas acerca da mulher e de seu lugar na Ciência.”, pontuou.

Especialista realiza palestra sobre Zika Vírus

O Dr. Esper Kallás, especialista em Imunologia Clínica e Alergia e Professor Associado da Faculdade de Medicina da USP, veio ao Bandeirantes dar uma palestra sobre o Zika Vírus para os alunos do Ensino Médio. O palestrante é pai do aluno Jorge Kallás, da 1.a série, e foi convidado pelas professoras Girlene Sismotto e Meire Bartolo e pelo Coordenador de Biologia, Juvenal Schalch.

zika1

Durante a conversa, o pesquisador contou sobre a história do vírus e suas características e apresentou dados recentes da relação do Zika com casos de microcefalia e Síndrome de Guillain-Barré. Ele também esclareceu quais são os mitos e verdades que circulam sobre o assunto hoje.

zika2

Segundo a professora Girlene, a atividade foi importante para trazer informações consistentes e atuais acerca do tema. “ Nós lemos muito [sobre o zika] na mídia, ouvimos especulações, pesquisamos na internet; mas estar com alguém que trabalha nesse meio, faz pesquisa com isso e está atualizado sobre o assunto traz uma dimensão muito melhor da realidade e ainda mostra o que tem de inovação e novidade na área”, comentou.

Para fechar o evento, os estudantes puderam fazer questionamentos e elucidar dúvidas com o Dr. Kallás. “Foi muito gratificante, os alunos participaram muito com perguntas pertinentes ao tema”, declarou Girlene. “A palestra cumpriu o objetivo, que era de esclarecer e levantar polêmicas acerca das questões envolvendo o Zika Vírus”, finalizou.

Professores de Ciências vão à NSTA

Entre os dias 31 de março e 3 de abril, a coordenadora de STEAM, Cristiana Mattos, e os professores de Química e Laboratório de Física, Carolina Zambrana e Gabriel Steinicke, respectivamente, estiveram na Conferência da NSTA (National Science Teachers Association). O evento aconteceu em Nashville, nos Estados Unidos, e contou com centenas de palestras, práticas e exibições de trabalhos de educadores da área de Ciências.

nsta3-medidqas destaque

coordenadora Cristiana e os professores Gabriel e Carolina

Neste ano, os professores do Band escolheram focar nas apresentações voltadas para o STEAM, buscando aprimorar as técnicas aplicadas no Colégio. “Foi bem interessante para perceber como eles conduziam as vivências e quais eram os pontos em comum entre elas para analisar se nós estamos incorporando ou não”, declarou Cristiana. “Também ajudou a reforçar o papel importante da Artes e a escolha ótima que nós fizemos de incluí-la no projeto”, completou.

nsta2-medidqas destaque

Além das apresentações, os docentes ainda puderam circular pela área de exposição do evento, que contava com diversos artigos para o ensino de Ciências. “O que me chamou a atenção foram desde os objetos mais tecnológicos como sensores, até experimentos mais simples, utilizando materiais como caixinhas de papelão e canudos. Dá para a gente tirar bastante ciência usando pouco, eu fiquei bem interessado nisso”, comentou Gabriel.

nsta1-medidqas destaque

Ainda sobre a importância de ter participado da conferência, os professores ressaltaram os referenciais e as ideias de práticas que poderão ser trazidas para a sala de aula. “Ter ido abriu fontes de pesquisa. Agora é pegar essas fontes que a gente trouxe de lá, trabalhar e trazer as novas tecnologias para a sala de aula”, afirmou Carolina.

Band participa de evento sobre STEAM na Columbia University

Cristiana Assumpção, Coordenadora do STEAM, participou do Columbia Teachers College Academic Festival, em Nova York. O evento reuniu ex-alunos da Universidade de Columbia (como Cristiana)  e outros  convidados especializados em educação para discutir sobre iniciativas de STEAM nas escolas.

cris002

Como parte da equipe de palestrantes do festival, Cristiana apresentou aos presentes a proposta que começou a ser aplicada desde o início do ano no Bandeirantes. “ Eles ficaram impressionados com o trabalho que nós fazemos aqui, porque é curricular, é em larga escala e é uma disrupção do sistema tradicional de ensino”, declarou. “Esse é um modelo que só existe aqui, geralmente as iniciativas de lá são uma escola só para isso, ou para alunos mais novos”, completou.

cris003

Para a Coordenadora, o evento foi uma oportunidade de perceber que o Colégio está à frente em relação ao modelo de ensino. “Eles estão procurando que a gente divulgue o nosso trabalho, porque é o que muitas escolas estão buscando. O que a gente está fazendo hoje pode impactar a educação no Brasil, eu acredito”, contou.

Além disso, o encontro com outros profissionais e os painéis sobre o assunto foram importantes para conseguir dicas práticas para o desenvolvimento do STEAM no Colégio e ideias para novos planos de aula.