Espanhol em atualização constante

Nos últimos meses a coordenadora de Espanhol, Rosemeire da Silva e a professora Ana Beatriz Mesquita participaram de duas capacitações voltadas ao ensino da língua. Apoiadas pelo Bandeirantes, Rose foi para Salvador (BA) apresentar resultados de sua pesquisa e Ana Beatriz participou de um curso na Espanha.

Professoras Rosemeire e Ana Beatriz

Durante quatro dias, Rosemeire esteve na Universidade Federal da Bahia (UFBA), para participar do VII Congresso Brasileiro de Hispanistas, que reúne pesquisadores da língua espanhola. Docentes de várias partes do mundo aprsentam seus projetos, pesquisas e ideias.

“O Bandeirantes era um dos dois únicos Colégios de Ensino Fundamental e Médio que estavam presentes no Congresso”, contou Rose. “Fui exibir um resumo e os resultados do mestrado que apresentei na Universidade de Nebrija, na Espanha. Era uma pesquisa que desenvolvi com os alunos dos 9.os anos”, completou a coordenadora.

Já a professora Ana Beatriz Mesquita foi para a Espanha participar do “Curso de Didáctica de Español como Lengua Extranjera”, na Universidade de Nebrija, em Madrid. Com duração de dez dias, ela esteve na presença de mais 23 docentes da língua, que procuravam trocar experiências como educadores.

“Tive aulas experimentais e fiz exercício que os professores dão aos seus próprios alunos, para praticar e experimentar outras técnicas. Trabalhei com as quatro áreas do ensino, que são as atividade comunicativas, de interpretação, de produção escrita e de produção oral alem dos exercícios auditivos. Com essa experiência, ampliei o que eu já sabia”, explicou a Ana Beatriz.

“Esses congressos são importantes para vermos quais são as tendências na área de pesquisas ligada ao mundo hispânico, tanto de literatura como lingüística. Ou seja, saber quais as tendências das universidades e dos pesquisadores, para sempre estarmos atualizadas”, finalizou Rose.

Aprimorando o ensino do Inglês

Buscando sempre melhorar e atualizar os métodos de ensino-aprendizagem, é prioridade para o Band o investimento na formação continuada dos professores. Recentemente, os docentes de inglês John Speeden, Malyina Kazuo, Marisa Moreira, Patrícia Goloni e Vinícius Silva participaram de diversas conferências e cursos nacionais e internacionais.

“As viagens são para promover o crescimento dos professores. Ao participar dos congressos, eles refletem sobre sua prática e sua metodologia e, assim, aprimoram-se. No fim, as aulas melhoram e quem se beneficia são os alunos”, acredita o coordenador de Inglês, José Olavo de Amorim.

John Speeden, Patrícia Goloni e Vinícius Silva participaram da 13ª edição do Braz TESOL Convention, que aconteceu no Rio de Janeiro, durante quatro dias. A conferência contou com várias palestras e workshops. “Já estive em vários Braz TESOL, mas gostei muito especialmente deste. Todos os workshops dos quais participei foram ótimos”, contou o professor John. “Acredito que o Braz TESOL seja mais interessante por tratar da realidade do Brasil. Os internacionais também são muito bons, mas são relacionados ao ensino de inglês nos Estados Unidos”, finalizou.

Já a professora Malyina Kazuo foi para Brighton, na Inglaterra, para fazer um curso Aspects of Teaching English. Durante as duas semanas, Malyina conviveu com professores de Inglês de outros países, em um curso no qual os próprios alunos discutiam ideias, davam aulas demonstrativas e descobriam novos métodos e teorias. “Vi algumas ideias interessantes, muita teoria nova que vou passar aos meus colegas aqui no Band. Assim, cada um vai refletir e pensar em como aplicar a ideia ao curso, para aprimorar o que já temos”, explicou a professora.

Também na Inglaterra, a professora Marisa Moreira participou do curso Intensive Speaking, em Londres. Foram também duas semanas na University of Westminster, em um curso mais prático, para desenvolvimento oral de Inglês.