Intercâmbio Cultural com a Argentina

A coordenadora de Espanhol, Rosemeire da Silva, e a professora Paula Renata de Araujo foram à cidade de Azul, na Argentina, onde participaram do VI Festival Cervantino, enviadas pelo Bandeirantes. O evento se espalha pelas ruas ao longo de onze dias com diversas atrações, como peças de teatro e palestras, que compõem as Jornadas Cervantinas.

Professora Paula

A professora Paula realizou uma apresentação, que chamou a atenção dos presentes, na qual discorreu sobre o Proyecto Don Quijote, que é realizado no Bandeirantes com alunos dos 8.os anos.

Professoras Paula e Rose visitando escola rural

Aproveitando a viagem, ambas visitaram escolas rurais de Azul, para estabelecer um intercâmbio de trabalhos ligados à leitura do clássico de Miguel de Cervantes, Dom Quixote. “Essa ideia veio do meu orientador do doutorado lá na Espanha. Isso já existe entre colégios espanhóis e argentinos, e ele sugeriu trabalharmos com o Brasil”, explicou Paula.

O objetivo é estabelecer uma troca de trabalhos entre todas as escolas, criando um intercâmbio não só acadêmico, mas também cultural. “Fui para estabelecer um contato mais formal, e sei que esse projeto vai trazer ganhos acadêmicos importantes para todos os alunos envolvidos. Estamos muito entusiasmadas”, contou Rose.

A atividade principal consiste na criação de uma nova aventura para os protagonistas, utilizando a estrutura de Cervantes, mas com novos desafios criados pelos estudantes.

Mário Abbondati defende mestrado no Band

O coordenador de Tecnologia Educacional, Mário Abbondati, finalizou seu mestrado na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), pelo Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Exatas (PPGECE). Esse mestrado profissional é voltado a professores de Física e Matemática do Ensino Fundamental e Médio, que estejam no exercício da profissão e que busca o aperfeiçoamento da sua atuação profissional e a melhoria da qualidade de ensino.

Em 2009 Mário realizou o exame seletivo, para no ano seguinte iniciar as disciplinas do curso. Já em 2012 ele escreveu a dissertação de seu trabalho de mestrado, que foi a elaboração de um Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) para, no final do ano, defendê-la dentro do próprio Bandeirantes. “Essa é a primeira vez que o PPGECE realiza uma defesa fora da universidade. A ideia foi do meu professor orientador”, contou Mário.

Foi em 2011 que o coordenador começou a desenvolver este trabalho, que teve como objetivo o desenvolvimento e aplicação do AVA na plataforma Moodle, para o estudo de tópicos de Matemática do Ensino Fundamental. O público alvo foram os alunos do Bandeirantes da Fundação Ismart, instituição que concede bolsas de estudo a alunos de alta performance de escolas públicas. Os temas selecionados trabalhados no ambiente foram Grandezas e Medidas e também Porcentagem, escolhidos pelas necessidades dos alunos e pela relevância no cotidiano das pessoas.“O Moodle é um software utilizado para Educação a Distância. Para o Ensino Básico, a plataforma pode ser usada como apoio ao ensino presencial, através do chamado “blended learning”, uma mistura de ensino presencial com ensino a distância”, disse Mário.

Para esse ambiente, Mário utilizou diversos objetos de aprendizagem, como textos, softwares, imagens, animações, vídeos e áudio, muitos desenvolvidos por ele mesmo. “A ideia era fazer um ambiente o mais interativo possível, para que o aluno pudesse interagir com as ferramentas, estudar em casa e aprender o conteúdo que está disponível para ele”, explicou o coordenador.

Departamento de Inglês participa de eventos nos EUA e Itália

Representando o Bandeirantes, o coordenador de Língua Inglesa e Assuntos Internacionais, José Olavo de Amorim, participou de dois importantes eventos fora do Brasil durante o mês de novembro. A convite da North Carolina State University, ele foi para os Estados Unidos para conhecer o campus da universidade. Também participou do TESOL – Italy apresentando um trabalho realizado dentro do Colégio.

Olavo teve a oportunidade de passar três dias imersos na North Carolina State University. Junto ao coordenador, mais nove “counselors” de outras prestigiadas escolas da América Latina foram convidados. “Visitamos diversas dependências da Universidade, e também conhecemos alguns alunos e professores. O objetivo era que nós, “counselors”, pudéssemos nos familiarizar com o ambiente e com as opções de cursos, para, assim, recomendarmos aos alunos. É um jeito de se entrosar e conhecer melhor as oportunidades que a Universidade tem para os estudantes internacionais”, explicou o coordenador.

O segundo evento importante do mês foi a 37ª Convenção Anual do TESOL – Italy. A conferência, tradicional para professores de inglês como língua estrangeira, ocorreu na região do Lazio, Itália, durante dois dias. O coordenador apresentou o trabalho sobre “Components for a More Effective Vocabulary Development” (Componentes para um desenvolvimento mais efetivo de vocabulário), atraindo a atenção dos vários professores presentes.

“O que apresentei é aquilo que realizamos dentro do Band. É um prestígio ter sido convidado e ter tido a oportunidade de mostrar o nosso trabalho na área de desenvolvimento do vocabulário”, contou Olavo. “E também é a primeira vez que o Band teve a possibilidade de participar de uma conferência TESOL fora do Brasil, Estados Unidos ou Canadá”, finalizou.

Escolas que visitaram a North Carolina State University

1. Colegio Franklin Delano Roosevelt, Lima, Peru
2. Colegio Colombo Britanico, Cali, Colombia
3. Escuela John F. Kennedy – The American School of Querétaro, Mexico
4. Liceo Internacional, Quito, Ecuador
5. Saint Joseph School, Santo Domingo, Dominican Republic
6. Instituto Evangelico Anna D’ Bechtold, San Pedro Sula, Honduras
7. Instituto Maria Auxiliadora, Tegucigalpa, Honduras
8. St Francis College, Sao Paulo
9. Graded School, Sao Paulo
10. Colegio Bandeirantes, Sao Paulo