Band na FLIP

Imersos na efervescência da FLIP (Festa Literária Internacional de Paraty), os professores de Português, Lenira Buscato, Grasiela Leite e Arthus Bustamante, participaram da 15.a edição do evento que marca o mundo da literatura. A FLIP tomou conta de cinco dias das férias de julho.

flip_2017_1

professores Grasiela, Lenira e Arthus

Na festa desse ano, o homenageado foi Lima Barreto, importante escritor carioca. Filho de ex-escravos, dedicou seu trabalho à literatura militante. Assim, muito do que foi discutido na FLIP teve relação com a situação do negro no Brasil. Além disso, a festa tratou de temas como o papel da mulher, contando com a presença de autoras feministas.

flip_2017_2

Nessa edição, houve transmissão ao vivo no centro histórico de Paraty das palestras realizadas na Igreja Matriz. “Por causa disso, conseguimos assistir a todas as mesas e o centro da cidade estava cheio de agitações”, comentou a professora Lenira. Também houve intervenções artísticas na rua, apresentações de tribos indígenas e uma feira voltada para crianças. “Não foi um evento puramente acadêmico, foi literalmente uma festa e voltei muito mais empolgado”, completou Arthus.

flip_2017_3

A FLIP é uma grande oportunidade para os professores se atualizarem sobre as novidades na literatura e refletirem sobre o que é dado em aula. “Tivemos contato com novos autores e, a partir disso, alteramos um dos livros bimestrais do 8.o ano. Também trabalho com crônicas no 2.o ano e lá pude entrar em contato com trabalhos do Lima Barreto relacionados ao gênero”, disse Grasiela. Os professores também selecionaram diferentes livros que trouxeram para a biblioteca do Colégio.

flip_2017_4

Os docentes encontraram em Paraty muito alunos que estudam ou estudaram no Bandeirantes. “Isso dá a sensação de que estamos criando uma cultura de estimular a leitura entre os alunos”, lembrou Lenira. “A FLIP representou a valorização da experiência humana de se comunicar e é muito bom saber que a escola incentiva isso”, concluiu Arthus.

Refletindo sobre o ensino de História

Unindo-se a educadores do Ensino Básico e Superior de todo o país, os Professores de História, Marina Consolmagno e Ian Marino, participaram do 29.o Simpósio Nacional de História, organizado pela ANPUH (Associação Nacional de Professores Universitários de História). A conferência aconteceu em Brasília e, durante seus cinco dias, o tema foi “Contra os preconceitos: história e democracia”.

professores Ian e Marina

professores Ian e Marina

A rotina do evento contou com cursos, palestras e conferências nas quais o contato entre professores de diferentes partes do Brasil foi intenso. “Foi muito importante para entender outras realidades na educação principalmente diante das mudanças no Ensino Médio”, explicou Marina.

brasilia7

Durante os dias da conferência, os professores que representaram o Band fizeram um curso sobre a história da Palestina, no qual puderam entender mais sobre o passado e o contexto atual da região.

brasilia2

O Simpósio também representou uma grande oportunidade para se atualizar em relação às mais recentes pesquisas da área, livros lançados e novos materiais para estudo. “Foi um momento de grande efervescência de ideias onde podemos descobrir novas possibilidades. Além disso, foi possível refletir sobre nossa própria prática e, assim, crescer e melhorar em sala de aula”, completou Marina.

brasilia3

Diante do tema “Contra os preconceitos: história e democracia”, o professor Ian lembra da importância do ensino de História. “É preciso entender que o Band está num contexto nacional de mudanças e, por isso, é necessário pensar no nosso papel como professor diante dessa realidade. O ensino da História é essencial para aprender a enxergar o ‘diferente’ e também garantir a democracia”, comentou ele.

brasilia8

Durante o tempo livre, os professore estiveram em alguns marcos da capital do país como o Congresso Nacional e o Palácio do Itamaraty.

Band na Internacional ACAC

Numa oportunidade de apresentar o Colégio para universidades internacionais, José Olavo de Amorim, Coordenador de Língua Inglesa e Assuntos Internacionais e Deborah Mason Pontual, sub-coordenadora do Departamento Internacional participaram da Internacional ACAC (Association for College Admission Counseling).

olavo3

A conferência, que contou com a presença de cerca de 1300 participantes representando mais de 80 países, ocorreu na “Case Western Reserve University”, em Cleveland, Ohio.

olavo4

Essa foi a 6.a vez que o Colégio participou da Internacional ACAC. Além do Band, apenas mais cinco escolas brasileiras estavam presentes. Entre os mais de 650 representantes de universidades, havia aqueles advindos de instituições de peso como “Harvard University”, “Columbia University” e “Yale University”.

olavo2Durante os três dias de evento houve o contato entre “counselors” de escolas ao redor do mundo – pessoas especializadas na orientação de alunos que pretendem estudar fora – e representantes de universidades. “É um grande momento para nos reconectarmos com as instituições que já conhecem o Band, nos atualizarmos e aumentarmos cada vez mais o nosso repertório de faculdades para aconselhar nossos alunos”, comentou José Olavo.

Além disso, também foram oferecidas sessões sobre os mais diversos assuntos relacionados ao mundo universitário. Algumas das quais os representantes do Band participaram foram: “Universidades nos EUA – Alta qualidade, custo e como pagar”, “Bolsa de estudos fora dos EUA – encontrando bolsas no Canadá, Europa e outros locais”, “Como as faculdades mais seletivas selecionam alunos internacionais (sessão com Columbia, Yale, Williams e Amherst)” e “Entendendo melhor o processo seletivo na Europa: UCAS (Reino Unido), Alemanha e Holanda”. Deborah, que foi à conferência pela primeira vez representando o Colégio, explica que ficou encantada com a qualidade das sessões. “Cheguei da viagem cheia de novas ideias para colocarmos em prática no Band”, contou.

Após a Internacional ACAC, o Coordenador José Olavo seguiu para o estado de Indiana, nos Estados Unidos, onde, junto a um grupo seleto de outros 14 “counselors”, foi convidado para conhecer a “Indiana University”, “Purdue University” e “University of Notre Dame”.